Vídeo do MBL: Ex-diretor espanca menino por apoiar Bolsonaro

Sabe-se que a grande mídia age como gatekeepers – expressão que se traduz por “porteiros” e significa que filtram a realidade para mostrar ao público somente o que interessa a essas organizações de comunicação de massa. Selecionam os fatos, omitem certos fatos, apresentam e descrevem os acontecimentos de uma certa forma.

Alguns de nós podem achar isso óbvio porque têm as ferramentas de conhecimento para analisar as notícias, o discurso da mídia e identificar qual narrativa esses meios favorecem. Uma grande parte do público, porém, não tem esses meios. Isso se comprova nos comentários de certos textos (artigos, comentários etc.). Muitos simplesmente não entendem do que falamos ao analisarmos, por exemplo, diferentes formas de “mentira por omissão” e outros recursos da mídia.

Isto posto, é revelador como a grande mídia não deu cobertura a diferentes acontecimentos neste período das eleições brasileiras. E ao mesmo tempo, destacaram “notícias” incluindo notícias falsas como as “aventuras da suástica estrábica” e “fanfics de esquerda”. Se você não sabe o que é “suástica estrábica”, essa explicação não vai ser dada agora, basta dizer que são notícias falsas veiculadas pela grande mídia, a mesma grande mídia que enfrenta um franco processo de definhamento perante as novas tecnologias digitais e sua inclusão de notícias reais e falsas. Grandes organizações de comunicação que, exatamente por estarem perdendo espaço e lucro, passaram a tentar se vender como “combatentes de notícias falsas.”

A forma como essa grande mídia prioriza notícias, patrocina narrativas através de artigos e omite outros fatos revela qual o seu alinhamento comercial e político.

À parte de críticas ou simpatias pelo Movimento Brasil Livre (MBL), veicular esta notícia é importante. Revelar o comprometimento da grande mídia, também. Abaixo está o vídeo sobre o menino espancado, com apresentação de Pedro Deyrot.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *