O modelo feminista do “machismo” camufla fatos-chave sobre violência doméstica

O modelo feminista domina as políticas de violência doméstica. Mas ele não trata, realmente, de violência doméstica.