Alexandre Garcia critica o termo “feminicídio” e é atacado por feministas

Os “argumentos” variaram entre “imbecil cretino”, “vai estudar”, “cancela o feminismo” e “não existe homem vulnerável”